229 999 600.
CENTRO SOCIAL PAROQUIAL
PARÓQUIA

Situada no Largo da Viscondessa, a Capela de Nossa Senhora da Guia foi, provavelmente, mandada construir por mareantes, reedificada pelo bispo D. Rodrigo Pinheiro, depois por D. Fernando de Lacerda e finalmente edificada em 1890, a expensas de D. Maria Dias de Sousa, Viscondessa de Santa Cruz do Bispo. No seu interior encontra-se a imagem, datada do século XV, de Nossa Senhora da Guia de policromada, pedra ançã*.

A Senhora da Guia era muito venerada, outrora, pelos navegantes e pelos povos da Maia e Bouças, sendo alvo, de uma grande romaria.

* A pedra portuguesa de Ançã é uma pedra calcária, branca, sem veios, muito macia, o que a tornou preferida pelos escultores, desde o século XIV. As obras realizadas espalham-se por todo o Portugal, grande parte de Espanha e chegaram a quase toda a Europa.

A VISCONDESSA

D. Maria Dias de Sousa, a quem a freguesia conhece como Veneranda Viscondessa de Santa Cruz do Bispo, nasceu nesta terra em 30 de Dezembro de 1816. Descendia de família pobre e não sabia escrever. Casou em Santa Cruz do Bispo, a 24 de Fevereiro de 1837, com António Francisco Pereira, um marítimo que foi capitão da Marinha Mercante, conhecido por “Mirão”. Não teve filhos.

Herdou avultada fortuna do Brasil, legada por seu tio José Dias de Sousa, falecido em Porto Alegre, em 1865.

Viveu a maior parte da sua vida no lugar da Ponte, da freguesia de Matosinhos, mas, com seu marido, esteve profundamente ligada à vida social e religiosa da sua terra natal. Nos livros paroquiais do seu tempo faz-se abundante referência do relacionamento com a freguesia que engrandeceu, de um modo já mais ultrapassado.

Nos livros das Atas da, outrora, importante Confraria do Santíssimo Sacramento encontra-se a ficha de inscrição, de Maria Dias de Sousa e seu marido, como irmãos honorários, admitidos em 15 de Dezembro de 1865. Foram também admitidos para a Irmandade de Nossa Senhora do Livramento, em 1866, como consta também do livro de atas desse tempo, assim como dos registos de Irmãos, sendo-lhes atribuídos os números 68 e 67 respetivamente.

A partir dessas datas reafirmaram de um modo cada vez mais influente a ligação com a vida da freguesia. Encetaram toda uma série de empreendimentos em benefício da Irmandade de Nossa Senhora do Livramento, quer da Igreja Paroquial, quer da Comunidade em geral. Os livros paroquiais e os documentos da irmandade zelosamente guardados no Arquivo da Paróquia. Pelos mesmos documentos conta que em 31 de Janeiro de 1885 faleceu o marido da Viscondessa, António Francisco Pereira, cujo nome continua visível nas lápides das capelas de Nossa Senhora da Guia e de Nossa Senhora do Livramento e em retratos a óleo na Sacristia e em São Brás. Em ata de 5-2-1885, a Irmandade de Nossa Senhora do Livramento “manifesta voto de profundo sentimento, manda rezar missa na capela, manda distribuir esmolas aos pobres e manifestar à esposa, viúva, D. Maria Dias de Sousa, o respeito mais sagrado” (Cfr. P. 36). A mesma Irmandade não só considerou os seus benfeitores como sócios honorários como lhes atribuiu a categoria máxima de Juízes honorários.

Este site utiliza a Política de Cookies para garantir uma melhor experiência no nosso site. View more
Cookies settings
Aceitar
Privacidade & Política de Cookie
Privacy & Cookies policy
Cookie name Active

Quem somos

Texto sugerido: O endereço do nosso site é: https://centrobispo.pt.

Comentários

Texto sugerido: Quando os visitantes deixam comentários no site, são guardados os dados presentes no formulário dos comentários, bem como o endereço de IP e o agente do utilizador do navegador, para ajudar com a detecção de spam. Uma string anónima criada a partir do seu endereço de email (também designada por hash) pode ser enviada para o serviço Gravatar para verificar se o está a utilizar. A política de privacidade do serviço Gravatar está disponível aqui: https://automattic.com/privacy/. Depois do seu comentário ser aprovado, a fotografia do ser perfil fica visível para o público no contexto do seu comentário.

Multimédia

Texto sugerido: Ao carregar imagens para o site, deve evitar carregar imagens com dados incorporados de geolocalização (EXIF GPS). Os visitantes podem descarregar e extrair os dados de geolocalização das imagens do site.

Cookies

Texto sugerido: Se deixar um comentário no nosso site pode optar por guardar o seu nome, endereço de email e site nos cookies. Isto é para sua conveniência para não ter de preencher novamente os seus dados quando deixar outro comentário. Estes cookies durarão um ano. Se visitar a página de início de sessão, será configurado um cookie temporário para determinar se o seu navegador aceita cookies. Este cookie não contém dados pessoais e será eliminado ao fechar o seu navegador. Ao iniciar a sessão, serão configurados alguns cookies para guardar a sua informação de sessão e as suas escolhas de visualização de ecrã. Os cookies de início de sessão duram um ano. Se seleccionar "Lembrar-me", a sua sessão irá persistir durante duas semanas. Ao terminar a sessão, os cookies de inicio de sessão serão removidos. Se editar ou publicar um artigo, será guardado no seu navegador um cookie adicional. Este cookie não inclui dados pessoais apenas indica o ID de conteúdo do artigo que acabou de editar. Expira ao fim de 1 dia.

Conteúdo incorporado de outros sites

Texto sugerido: Os artigos neste site podem incluir conteúdo incorporado (por exemplo: vídeos, imagens, artigos, etc.). O conteúdo incorporado de outros sites comporta-se tal como se o utilizador visitasse esses sites. Este site pode recolher dados sobre si, usar cookies, incorporar rastreio feito por terceiros, monitorizar as suas interacções com o mesmo, incluindo registar as interacções com conteúdo incorporado se tiver uma conta e estiver com sessão iniciada nesse site.

Com quem são partilhados os seus dados

Texto sugerido: Se solicitar uma redefinição de senha, o seu endereço de IP será incluído no email de redefinição.

Por quanto tempo são retidos os seus dados

Texto sugerido: Se deixar um comentário, o comentário e os seus metadados são guardados indefinidamente. Isto acontece de modo a ser possível reconhecer e aprovar automaticamente quaisquer comentários seguintes, em vez de os colocar numa fila de moderação. Para utilizadores que se registem no nosso site (se algum), guardamos a informação pessoal fornecida no seu perfil de utilizador. Todos os utilizadores podem ver, editar, ou eliminar a sua informação pessoal a qualquer momento (com a excepção de não poderem alterar o nome de utilizador). Os administradores do site podem também ver e editar essa informação.

Que direitos tem sobre os seus dados

Texto sugerido: Se tiver uma conta neste site, ou deixou comentários, pode pedir para receber um ficheiro de exportação com os dados pessoais guardados sobre si, incluindo qualquer dado pessoal que indicou. Também pode solicitar que os dados guardados sejam eliminados. Isto não inclui qualquer dado pessoal que seja obrigatório manter para fins administrativos, legais ou de segurança.

Para onde os seus dados são enviados

Texto sugerido: Os comentários dos visitantes podem ser verificados através de um serviço automático de detecção de spam.
Save settings